11 de abril de 2018 admin

A importância do Branding

Tudo muda: a sociedade, os comportamentos, os meios de produção e distribuição, é natural que mude também a forma como as empresas interagem com seus públicos. Sendo assim, podemos definir branding como todo movimento da marca que está ligado ao relacionamento dela com as pessoas – causando uma impressão, uma percepção, uma reação; proporcionando uma experiência, uma vivência. Branding é tudo em que a marca toca e que toca as pessoas.

Se branding tem tudo a ver com contexto, nada mais natural do que falarmos em branding digital – construído com base em tecnologias, plataformas e ferramentas que transformaram comportamentos e determinam a forma como lidamos uns com os outros e também com marcas, produtos, serviços. Nesse mundo digital, o discurso dá mais lugar à conversa. Mais diálogo, menos monólogo. Vivemos em um cenário em que as pessoas têm mais oportunidade de expressão – e usam essa capacidade cada vez mais e melhor.

É um mundo em que a conexão é mais intensa do que nunca – e não estamos falando de tecnologia. Estamos falando de relacionamento mesmo, e isso inclui pessoas e também negócios, que têm que se comportar de forma muito diversa daquela típica do “mundo off”. Ser uma marca admirada hoje é algo bem diferente do que já foi; nunca desejamos tanto estar perto das nossas marcas queridas. Trazê-las para as nossas vidas hoje é muito mais do que usar a camiseta, o relógio ou dirigir o carro. Queremos mais. Queremos abraçar mais do que produtos e logomarcas – queremos abraçar ideias, ter respostas, compartilhar opiniões. É daí que vem a nossa admiração – e o marketing precisa levar isso em conta.

Por que o branding digital é tão necessário?

As dinâmicas comerciais têm como base o relacionamento, baseado nas interações que acontecem mais e mais em uma via de mão dupla, nessa conectividade em que estamos inseridos. As antigas estratégias de marketing eram ditadas pela marca em direção aos potenciais clientes, que em geral não encontravam meios para emitirem suas opiniões e impressões. Essa expressão pessoal não fazia parte do cotidiano das relações entre pessoas e marcas.

Esse tipo de abordagem “mão única” não morreu – tem também seu lugar, sua utilidade e seu valor. Mas hoje ela convive com um processo multidirecional, de troca, diálogo, resposta e reatividade. Nesse processo, elementos “clássicos” do branding, ganham novas camadas de valor. A identidade, personalidade, atitude, linguagem da marca são o “alimento” da presença digital.

Marcas que ignoram o valor do branding digital têm sofrido perdas em termos de efetividade da comunicação e de engajamento de seus clientes. Hoje, quem não se relaciona corre o risco de ser “engolido” por um mercado que também é ávido e apto a se comunicar. A habilidade de fazer isso nesse cenário conectado é o domínio do branding digital.

Nunca pudemos interagir tanto. As plataformas e meios digitais ampliaram as possibilidades de diálogo, interação e relacionamento, e isso vale para pessoas e também para empresas. Isso afeta a atuação em marketing e em branding de várias formas. Além de determinar novas práticas e formatos de comunicação das marcas, isso tudo também cria um cenário de rede envolvendo pessoas que, entre outras coisas, falam e se expressam sobre empresas, produtos, serviços e suas experiências com eles.

É fato – como negócio, “estar no mundo digital” não é mais uma escolha. Se uma marca existe e é atuante, ela muito provavelmente já está nele, querendo ou não – nos diálogos, relatos, comentários e compartilhamentos das pessoas, nas opiniões, nas redes sociais. A marca já é assunto; já é pesquisa; já está presente.

O cenário digital deu poder e voz a muita, muita gente, abalou as estruturas dos meios de comunicação de massa tradicionais e transformou indivíduos em veículos. Uma ideia na cabeça, um celular na mão e uma conexão à internet criam broadcasters e multiplicadores que, mesmo efêmeros, podem ter poder suficiente para elevar uma marca às alturas ou minar sua imagem.

A velocidade com que isso pode acontecer é impressionante. O poder de disseminação da informação na internet é imenso, e o que poderia ser um fato isolado pode ganhar uma proporção gigantesca em muito pouco tempo. Se for algo negativo, as consequências podem ser desastrosas. Tudo no mundo digital tem um potencial de escalabilidade grande, e combater a adversidade nesse contexto é um desafio igualmente grande. É fundamental ter isso em mente, e esse é um dos pontos de maior valor de uma atuação consistente no marketing digital. Quem já viu o que acontece quando se pisa num formigueiro de lava-pé vai ter uma boa ideia do que estamos falando.

Assim, ao mesmo tempo em que os meios digitais facilitaram muito a projeção de marcas, também criaram espaço para fragilizá-las. É um jogo delicado, em que o grande objetivo é marcar pontos em reputação, credibilidade, autoridade e admiração. Nesse jogo, o branding digital é um trunfo. É através dele que é possível trabalhar a imagem e a percepção da marca em meio a esse cenário desafiador, dinâmico, em que as coisas mudam depressa e muita gente participa.

FALE CONOSCO

Entre em contato conosco pelo formulário abaixo, enviando seu currículo, seu portfólio ou sua dúvida. Entraremos em contato com você, assim que possível!